Iniciativa de deputado pode levar sedes do Procon para Manacapuru e Itacoatiara

Em reunião realizada na sede do Programa Estadual de Proteção e Orientação do Consumidor (Procon-AM), na tarde de sexta-feira (17), entre o gestor do órgão, Jalil Fraxe, o prefeito de Manacapuru, Beto D’ângelo (PROS), o vereador Tchuco Benício (PRTB), do mesmo município, o vereador Bosco Rodrigues (PP), de Itacoatiara, e o deputado estadual Álvaro Campelo (PP), foi tratada a assinatura do Termo de Cooperação da instalação do órgão nas respectivas cidades.

De acordo com o prefeito Beto D’ângelo, as tratativas para a implantação do Procon em Manacapuru estão bem avançadas e o município pode ser o primeiro a ter uma unidade do órgão. “Percebo que alguns prefeitos estão na defensiva, por acharem que a iniciativa pode prejudicar as empresas e os comerciantes. Pelo contrário, acredito que a conciliação, o diálogo e o entendimento são necessários para coibir qualquer tipo de infração. Parabenizo o deputado Álvaro Campelo que encabeçou o projeto e está a frente das negociações, mostrando preocupação em fazer valer o direito do cidadão. Manacapuru recebe de braços abertos essa oportunidade, que, em breve, será uma realidade”, garantiu D’ângelo.

Em Itacoatiara, segundo o vereador Bosco Rodrigues, uma reunião será marcada com a presença do prefeito Antônio Peixoto (PT), para discutir o assunto. “Embora a Câmara já tenha aprovado a proposta de instalação do Procon no município, até hoje nenhuma providência foi tomada por parte do Executivo. Então, como presidente da Comissão de Defesa do Consumidor, estou contando com o apoio do deputado Álvaro Campelo e do Dr. Jalil Fraxe, para trazer esse beneficio à nossa população”, disse Rodrigues.

Para Álvaro Campelo, ter a adesão do prefeito Beto D’Angelo e dos vereadores Tchuco Benício e Bosco Rodrigues é sinônimo de respeito aos consumidores de Manacapuru e Itacoatiara. “Desde o último dia 22 de abril, quando propusemos a Audiência Pública que debateu o tema, temos mantido contato com vários municípios para implantação do Procon. Tenho falado que a instalação desse importante órgão, depende muito mais de vontade política do que qualquer outro fator”, afirmou Campelo.

Anúncios