Álvaro Campelo participa de reunião com movimento grevista de professores

Manaus/AM – Em greve há 23 dias, representantes do Sindicato dos Professores e Pedagogos de Manaus (Asprom Sindical) e Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Amazonas (Sinteam), estiveram reunidos com Governador Wilson Lima (PSC) e com 15 deputados estaduais, no Palácio do Governo, na tarde desta terça-feira (7), para tratar do reajuste salarial reivindicado pela categoria.

Conforme o deputado Álvaro Campelo, que esteve presente na reunião, ficou definida a criação de uma Comissão Especial, composta por membros dos sindicatos, do Executivo Estadual e deputados estaduais, para reavaliar o valor do auxílio-localidade, da concessão de vale-transporte a professores com carga horária de 40 horas e o valor do auxílio-alimentação.

Ainda de acordo com o parlamentar, haverá um novo encontro na Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), nesta quarta-feira, para debater as pautas definidas. “Infelizmente, a Lei de Responsabilidade Fiscal impede o reajuste 15% reivindicados pelos professores. Amanhã, teremos uma nova reunião para iniciar, efetivamente, o debate de soluções dessas três primeiras pautas e, progressivamente, avançar na solicitação de reajuste da categoria”, concluiu Campelo.

Os professores da rede estadual de ensino pedem o reajuste salarial de 15%, sendo 3,93% referentes à reposição da inflação e 9,6% relativos à perda do poder de compra no período de 2015 a 2018.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.