Vítimas do incêndio no Educandos criam comissão para cobrar medidas de Wilson Lima

Manaus/AM – Famílias vítimas do incêndio no Educandos estão se mobilizando para formar uma comissão de representantes para apresentar reivindicações à nova gestão do Governo do Estado. Logo após a virada do ano no dia 1º, o grupo realizou uma manifestação no Largo São Sebastião no intuito de chamar a atenção do novo governador do estado.

Segundo as vítimas, o Município deu o suporte necessário, no entanto o estado deixou a desejar, mesmo as famílias recebendo o pagamento da parcela única de auxílio social de R$ 900, pagos pelo então governador Amazonino Mendes.

“Estamos preocupados porque não sabemos como o que será daqui para frente. Não sabemos se vamos receber indenização ou uma casa. Esperamos que o novo governo não se esqueça de nós, por isso levantamos as reivindicações”, disse Jorge, que perdeu o comércio e a casa no incêndio que aconteceu no dia 17 de dezembro, declarou Jorge Mauro da Costa, 39, um dos integrantes da comissão.

Gil Eanes, presidente do Instituto da Cidadania, uma ONG que fica situada na rua Macurany, no Educandos, é outro membro da comissão que busca diálogo com o governo. A sede da ONG serve de abrigo para dez famílias, num total de 34 pessoas. “Na manifestação que fizemos em frente ao Teatro Amazonas, estávamos como cidadãos em busca de uma resposta. Necessitamos mostrar o nosso pleito. Pedimos a definição do que o governo poderá fazer pelos desabrigados e a partir de quando. Nossa ONG possui vários projetos para crianças e adolescentes e até o momento está parada”, ressaltou.

“Se o governo ajudar com recursos financeiros, que isso tenha continuidade e que não seja uma única vez. Quem está assumindo o problema é a sociedade civil”, disse. Os representantes da comissão de moradores aguardam contato por parte do Governo do Estado para que uma reunião seja formalizada.

A Defesa Civil do Amazonas informou que, como forma de minimizar o impacto às vítimas, iniciou no dia 27 de dezembro o pagamento de R$ 900 de auxílio social em cota única às famílias afetadas pelo incêndio. Informou ainda que, mesmo com a mudança de governo, a meta é efetuar o pagamento do auxílio a todas as famílias cadastradas pela Prefeitura de Manaus, ainda este mês.

Anúncios