Crime financia ataques contra Capitão Alberto Neto

Capitão Alberto Neto
Capitão Alberto Neto é pré-candidato a deputado federal.

A bandidagem está tremendo com a possibilidade do Capitão da PM Alberto Neto ser eleito em 2018. O militar é pré-candidato a Deputado Federal e tem defendido a mudança das leis que beneficiam o crime.

Diante do favoritismo, Alberto começou a ser alvo dos mais diversos ataques na tentativa de fragilizar sua imagem, que foi construída graças a seu próprio estilo de servir a sociedade, seja via redes sociais ou sua firme atuação nos bairros da capital, aproximando a polícia da comunidade.

Aliados do Capitão tem apontado setores do crime como patrocinadores desses ataques, temendo a atuação dura dele em Brasília.

Diversos partidos tem buscado se aproveitar da popularidade do PM que já deixou claro que independente do partido em que se filiará para disputar o pleito, será cabo eleitoral de Bolsonaro para presidente.

“O sistema no Brasil só elege quem está filiado a um partido. A população não confia em partido. A população confia em nomes, em pessoas. Por isto que o próprio Bolsonaro mudou de partido quando percebeu que não teria as condições necessárias para defender suas ideias. Bandidos tentam manipular a população para que o crime não seja combatido. Bolsonaro não é marionete de partido e eu também não”, afirmou o Capitão Alberto Neto em resposta ao portal.

“Se a bandidagem está tremendo antes mesmo de começar o processo eleitoral, imagine quando tiverem as regalias que hoje possuem sendo exterminadas”, concluiu.

Anúncios